domingo, 8 de outubro de 2017

As fronteiras da viagem - as que estão dentro e fora de cada um de nós

Queridos embaixadores,

vejam o que Mia Couto escreve, a desafiar-nos na nossa viagem; no fundo, vale para todas as nossas viagens.


  • MANTÉM A MENTE ABERTA: «[o consultor] Perdeu medos, barreiras, preconceitos. Começava nele a verdadeira e única viagem: a que se faz por dentro das pessoas» (1)
  • SÊ HUMILDE, ACEITA QUE PODES ESTAR ERRADO: «A viagem não começa quando se percorrem distâncias, mas quando se atravessam as nossas fronteiras interiores.» (2)
  • DESFRUTA, AS FOTOGRAFIAS NÃO SÃO TÃO IMPORTANTES QUANTO PARECEM:«pela primeira vez, o meu companheiro de viagem, cientista de renome, escorregou numa metáfora: - "É pena, não consigo fotografar tudo." O mais importante nunca se pode fotografar, poderia eu ter dito. O que fica para sempre, o que nos revolve a alma é o que não pode ser capturado pela moldura. E lá veio a metáfora: "Este silêncio tão vasto, como o posso fotografar?"» (1)
  • PROCURA O QUE ESTÁ LONGE: «só é olhado pelo céu quem olha para as estrelas.» (2)
(1) em "Pensageiro Frequente".
(2) em "O Outro Pé da Sereia"

Sem comentários:

Enviar um comentário