sexta-feira, 29 de outubro de 2010

A importância de deixar sempre portas abertas...




No dia 20 parámos no Seminário da Guarda. Recebidos com muito afecto, numa casa que foi durante quatro anos o meu porto de abrigo e que agora, volvidos mais de 20, nos acolhia para um almoço e uma companhia extraordinária, manifestação de uma generosidade que nunca se paga.


Foi bom recordar tempos idos e descobrir que podemos divergir caminhos, mas manter a nossa memória intacta.


3 comentários:

  1. A porta aberta

    (Archibald Joseph Cronin, escritor escocês humanista, autor de obras célebras como: A Cidadela, O Castelo do Homem sem Alma, As Chaves do Reino, etc.)

    A vida não é um corredor reto e tranquilo
    que nós percorremos livre e sem empecilhos,
    mas um labirinto de passagens, pelas quais
    nós devemos procurar o nosso caminho,
    perdidos e confusos, de vez em quando presos
    num beco sem saída.

    Porém, se tivermos fé, uma porta
    sempre será aberta para nós,
    não talvez aquela em que
    nós alguma vez pensámos,
    mas aquela que definitivamente
    se revelará boa para nós.

    ResponderEliminar
  2. Antes de mais olá ao Blog, aos Colaboradores, Alunos e visitantes....
    Tio Acurcio, está mais que provado que os seus conhecimentos ao longo desta vida têm sido de grande ajuda para a formação pessoal e académica dos seus alunos, pois o facto de lhes dar a conhecer locais que fizeram parte da sua formação como pessoa, professor, amigo,companheiro, tio :-), entre outras características... tenho a certeza que serão um dia mais tarde lembrados e tomados em conta como uma serie de exemplos e valores a seguir...
    Estou cheia de inveja lol por não ter tido oportunidades destas, tais como
    viajar, aprender, conhecer e acima de tudo valorizar a amizade de quem nos quer bem e de quem tanto nos ensinou...
    Parabens por esta iniciativa de partir à descoberta do Parlamento Europeu e pela Redescoberta do significado da palavra Companheirismo que nos dias de hoje é bastante dificil de encontrar nos valores da nossa sociedade.
    bjosssss

    ResponderEliminar
  3. As portas que abrimos ajudam-nos a tornarmo-nos autenticos na nossa singularidade e lembram-nos que aquilo que somos e fazemos implica a todos os que passam no nosso caminho. Que melhor lição se poderia retirar????

    ResponderEliminar