quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Prémio 1 - O gentleman da bola

Pessoal, vamos lançar os concursos da aventura em Estrasburgo! Ou melhor, vamos dar continuação, dado que começámos já esta importante dimensão social da nossa viagem no autocarro, durante o regresso a Lisboa.
Pela minha parte, proponho, a começar, aqui no blogue, o Prémio GENTLEMAN DA BOLA.
No apontamento a seguir, vou abrir à proposta de todos os outros concursos, os outros prémios.
Peço ajuda a todos para relembrarem ou proporem aqui os outros prémios. Escrevam o que quiserem num "companheirismo" (comentário) ao apontamento.

7 comentários:

  1. Para este Prémio, proponho o Eduardo, porque ele, cheio de fairplay, aceitou jogar à bola em Burgos ao lado de atletas bem mal vestidos. Como se devem lembrar, ele jogou de camisa e gravata!
    Considero esmagador este exemplo de companheirismo social e desportivo!

    ResponderEliminar
  2. Concordo com o Fernando, embora me pareça que a Tânia deva ser forte candidata ao dito. Com efeito, a sua elegância e a sua eficácia confirmaram estarmos perante uma verdadeira craque da bola.
    Semeada a confusão, entendam-se todos os participantes.
    A gravata do Eduardo foi um sucesso, sem dúvida. Mas não fomos avisados da possibilidade de equiparmos com tais adereços. De outro modo, outras e ousadas gravatas apareceriam em campo.

    ResponderEliminar
  3. Mas aí é que está, mano! Ninguém foi avisado, mas ele ousou!... Foi criativo e arriscou. Sobretudo, foi elegante! E teve impacto. Proponho para a Tânia uma Menção Honrosa.

    ResponderEliminar
  4. O Eduardo merece é verdade, mas a tânia, chegou depois, viu, conquistou e venceu... que seriamos de nós se ela tivesse entrado antes??? nem quero imaginar. Não dá para ficarem empatados?

    ResponderEliminar
  5. Eu voto no Eduardo, nao e para todos jogar de gravata ate porque a Tania tem outro mais indicado para ela o das botas :)

    ResponderEliminar
  6. Gostaria de propor um outro prémio, mas que está ligado a este. Chamar-se ia, devido semelhança com a arte utilizada pelos Pauliteiros de Miranda, "um pauliteiro do caneco!" e deveria premiar aqueles que têm um impacto muito forte na arte do futebol assim como nas canelas dos participantes!
    Desde já o meu voto vai para o meu pai, o professor Acúrcio, que merece ficar na história dos defesas centrais que menos jogadores deixavam entrar na pequena área, como é o caso de Fernando Couto.

    ResponderEliminar
  7. Ah, g'anda Gonçalo!... Alinho, que ideia genial!... Já agora, não te parece que o Bruno aspira a ser tão bom quanto o teu pai?...

    ResponderEliminar